Como se comportar em situações de emergência.

O que são situações de emergência

Situações de emergência devido à agressividade são mais comum que imaginamos. Elas são basicamente de dois tipos:

As que um indivíduo deliberadamente provoca um ato danoso às pessoas e à sociedade. Estas situações devem ser tratadas como casos de polícia, e muitas vezes irão precisar de uma avaliação psiquiátrica.

As que são provocadas por pessoas com alterações psíquicas em si próprio ou em terceiros, essas são emergências psiquiátricas.

Objetivo:

Reconhecer e saber agir em frente as emergências psiquiátricas relacionada a agressividade.

Classificação:

As emergências psiquiátricas nestes casos podem ser basicamente de:

1. Auto agressividade

2.Hetero agressividade

1.A auto agressividade é a emergência causada por alguém em si mesmo. Pode se manifestar por traumas, lesões corporais e até suicídio. Já tive vários pacientes que se auto agrediam: um deles um garoto com retardo mental grave , que batia sua cabeça em qualquer parede abrindo verdadeiras feridas em seu couro cabeludo, pacientes usuários de drogas que desenvolveram verdadeiros quadros psicóticos ( quadro de alucinações )que tinham a mesma conduta .E as piores quando a própria pessoa atenta pela sua própria vida .Já ouvi algumas pessoas falarem o ditado que é extremamente errado que “ cão que ladra não morde ”à respeito de pessoas que tentam suicídio ,isso não é verdade temos que ajudar essas pessoas para que não seja consumado uma tentativa de autoextermínio.

Devemos ficar atentos em fatores de risco que podem predispor a esse ato:

  • Pessoas que já fazem lesões auto lesivas

  • Que tem suporte social e familiar inadequado

  • Que tem a história de tentativa previa suicídio

  • Que tem perdas sociais

  • Que tem parentes que tenham suicidado

  • Que sofreram abusos físicos e sexuais.

2. A hetero agressividade é a emergência causada por meio de violência em alguém provocada por outra pessoa. A violência pode ser verbal e até física. Infelizmente é uma das causas mais comuns de admissões em serviços médicos. Elas podem ser tão graves e evoluírem até para internações psiquiátricas

Fatores de predisposição

As agressões físicas em geral são cada vez piores. Devemos ficar atentos as:

  • Pessoas que gritam

  • Que tem atitude provocativa

  • Batem portas, jogam objetos no chão

  • Tem história prévia de agressões

  • Chutam e dão socos em objetos

  • Se movimentam freneticamente.

Como devemos agir em situações de emergência:

  • Nunca devemos ter atitudes “heroicas”

  • Devemos manter a calma

  • Falar calmamente

  • Tentar chamar a pessoa pelo nome

  • Ouça o que a pessoa tem a dizer

  • Tente ficar sempre próximo as portas

  • Ligue e peça ajuda. O profissional melhor equipado para agir nos casos de agressividade psiquiátrica é a equipe do SAMU e em locais que não tem SAMU o Corpo de Bombeiro.

O atendimento pré-hospitalar:

Quando um serviço de atendimento móvel, em especial o SAMU chega em uma determinada chamada, eles fazem uma verificação de todo o ambiente no sentido da preservação e no bem estar de todos. Em frente a essa situação eles vão fazer a abordagem.

Primeiramente conversando e fazendo o convencimento da pessoa agressiva e toda a sua família, em geral esta estratégia da certo.

Mas, infelizmente temos situações muito perigosas em que é necessário, literalmente parar o indivíduo agressivo, são as contenções físicas, que é um ato extremo que todos evitarmos fazer. Quando este ato é necessário para preservar a vida do indivíduo, ele é feito com uma técnica muito apurada e que foi exaustivamente treinada no sentido de minimizar, algum dano ao indivíduo.

O atendimento hospitalar:

O paciente em geral deve ser avaliado em um hospital geral; onde poderemos fazer um diagnóstico da causa deste distúrbio, que pode ser orgânicas (doenças hormonais, cardíacas, neurológicas, convulsões), só depois de uma vasta investigação é que podemos falar ser uma doença de origem psiquiátrica e fazer o tratamento devido e se necessário encaminhar o indivíduo para uma avaliação psiquiátrica e se necessário até uma internação.

Concluindo:

Situações de emergências psiquiátricas como as auto e hetero agressividade são comuns. Devemos manter a calma, não termos nenhum ato “ heroico”, que com certeza vão piorar a situação, chamar a equipe de emergência pré – hospitalar com o objetivo do melhor desfecho possível para todos os indivíduos.

#SãoJosédosCampos #Psiquiatria #Eulalia #Psiquiatra #Jacareí #PsiquiatraSãoJosédosCampos

Destaques
Recentes
Arquivo