Bom dia, Doutora! doença clínica.


Bom dia, doutora!

Quem estava entrando no consultório era uma Senhora de 68 anos, ela estava muito abatida. Me disse que tevê um infarto miocárdico, que havia feito angioplastia (colocação de stent) à 4 meses. Que seu cardiologista já havia dito que o período pior, já tinha passado, que se ela se cuidasse, tomasse as medicações, se alimentasse direitinho e fizesse atividade física supervisionada pelo seu professor de educação física, ela teria uma vida tranquila. Mas desde então não dormia bem, estava sem apetite, tinha perdido a vontade de fazer o seu tricô, de sair na rua, de passear, de ir ao cinema, que ela tanto amava. Seu cardiologista estava muito preocupado e começou a lhe prescrever medicações para ela melhorar daquela tristeza. Mas ele com muito zelo a encaminhou para uma avaliação psiquiátrica.

O tratamento medicamentoso que o cardiologista tinha iniciado estava corretíssimo, eu só tive que aumentar um pouquinho a dose e ela está muito bem.

É comum quadros psiquiátricos precipitado por doenças clínicas. O que gera um grande sofrimento. Devemos ficar atentos para ajuda-las.


Destaques
Recentes